Relacionamento a distância

DISTANCIA

Oi gente,

Eu estava pensando numa forma bacana de contar um pouco sobre como eu e o Jacó nos conhecemos, resolvi então abordar o tema de ‘Relacionamento a distância’.

Pois bem, não posso dizer que o nosso relacionamento foi como aqueles de filmes, sofridos, com casais que passam anos e anos nessa situação. Na verdade foi bem mais simples que isso. Porém, não menos difícil.

Em meados de julho e 2012 passei na faculdade de Química na Paraíba, na época fazia dois anos que eu estava namorando e, mesmo assim, decidi ir fazer a faculdade (diga-se de passagem, se não a melhor, uma das melhores decisões da minha vida) e não terminei o namoro. Em setembro voltei, pois estava tudo de greve, passei dois meses resolvendo tudo e, em novembro, fui para a Paraíba com minha mãe.

Chegando lá e começando a faculdade vi uma nova vida, cheia de coisas bacanas que despertaram meu interesse, conheci novas pessoas e novos ideais, mas o meu relacionamento não aguentou a distância e tudo acabou após dois anos e meio de relacionamento e duas semanas que estava lá. Resolvi, então, que queria apenas curtir a minha vida e aproveitar ao máximo, conheci muita gente mesmo e curti muito mesmo.

Eu sempre conversava com meu pai, que ficou em São Paulo para depois mudar-se para Paraíba, e meu irmão e eles pediram para que eu comprasse uma webcam para que pudessem me ver. No caminho para faculdade tinha uma loja de celulares e computadores que vendia a tal webcam, fui até la comprar. Ao chegar la, um moço super gentil me atendeu com muita atenção, lembro-me de ficar pensando: “Que sorriso lindo, que cheiro bom”, coisas de meninas (eu tinha meus 19 anos, né) ahaha. Comprei a webcam e, no dia seguinte, perdi meu celular! La vou eu comprar um celular novo no centro da cidade, celular esse que veio sem cartão de memória. Adivinhem onde fui comprar o cartão? Na LOJINHA DO MOÇO CHEIROSO COM SORRISO BONITO ahahaha, mas ele não estava la, só um homem meio grosseiro, mas comprei mesmo assim e me prometi que não voltaria la.

Minha mãe conseguiu alugar uma casa bem pertinho da faculdade, fez tudo de surpresa para me agradar (F-O-F-A) e só faltava eu ver o local. No dia em questão, a minha mãe tinha uns compromissos e pediu para que eu fosse lá sozinha e procurasse pela dona Maria (mudei o nome dela, vocês entendem né?). Fiz tudo como minha mãe falou, sai da faculdade e fui direto la na casa. Cheguei la tive três surpresas:
1ª)Não lembrava o nome da mulher de jeito nenhum;
2ª)O local que eu provavelmente iria morar;
3ª)Quem me ajudou a lembrar o nome da proprietária.

O nome da proprietária já contei, ADIVINHEM onde ficava a casa… ao lado da tal lojinha, quem me ajudou a lembrar o nome da proprietária foooooi o moço cheiroso ahahaaha. Enfim, gostei da casa e acabamos alugando ela mesmo.

Lembram que eu falei que estava naquela VIBE de liberdade? Continuei curtindo muito, só não curtia mais porque minha mãe insistia em me tratar como criança e vetar tudo que eu queria fazer. Mas mesmo assim pude me dar a liberdade de não querer namorar com ninguém, apenas conhecer… e foi assim com o moço que me encantei também…

Nós fomos conversando, passeando, compartilhando histórias, sonhos, músicas e tudo mais e, quando menos esperava, eu tava começando a gostar dele, mesmo sem nunca ter dado uma bitoca. Resolvi me afastar um pouco, mas como não mandamos no coração, acabamos ficando, brigamos e nos afastamos novamente. Mas senti tanta falta dele e era tão difícil de se afastar já que estávamos tão perto que acabamos decidindo dar uma chance para nós.

Em meio a tudo isso, as brigas com minha mãe eram constantes e acabei saindo de casa (fui bem ingrata com minha mãe, mas isso conto depois!), passei dois dias na casa de uma amiga e resolvi que iria morar numa pensão, foi ai que meu PRÍNCIPE LINDO não deixou, estávamos tão apaixonados que vimos que nosso destino seria juntos e assim estamos até hoje. Sim, o moço do sorriso bonito é o Jacó.

Passamos por muitas coisas juntos, que irei contando conforme couber os assuntos, até decidirmos que voltaríamos para SP. A questão seria: como eu morei a vida inteira aqui, eu viria antes para arrumar emprego para ele e para mim, arrumar uma casa e organizar nossa vida. Ficaríamos longe por tempo indeterminado e com a afirmação de que isso deu errado com meu relacionamento anterior e com o que ele teve com uma ex namorada.

Gente, foi a maior angustia da minha vida! Eu nunca fiquei tão insegura, pois com o Jacó sempre fui ciumenta e presente, nunca havíamos passado mais de 5 horas separados desde que nos casamos.

Vim pra São Paulo agilizar as coisas. Vivíamos brigando, terminando e voltando, enciumados, com propostas indecentes vindas de pessoas que queriam destruir nossa união e tudo mais. Nisso se passaram dois meses até nos vermos. Foi bem difícil e, o reencontro, muito estranho. Parecia que não nos conhecíamos, pois estarmos juntos se tornou uma fantasia.

Não sei como foi para outras pessoas, mas para nós foi bem difícil. porém tiramos várias conclusões dessa experiência. A primeira foi de que nosso amor é maior que tudo, pois mesmo tendo sido muito difícil ficarmos longe, nós conseguimos e isso não diminuiu em nada nosso amor. A segunda foi de que um relacionamento nunca será igual ao outro, nossos relacionamentos anteriores não deram certo a distância, mas o nosso deu. Então, se um relacionamento não é igual ao outro, nunca compare seu relacionamento com experiências passadas, cada um com seu cada qual. A terceira foi de que para encarar essa barra tem que ter muito amor, pois, como falei, os nossos anteriores não deram certo e isso foi porque não houve real interesse em se dedicar (isso no nosso caso). A quarta foi de que nem sempre quando há amor o relacionamento aguenta certas situações, nós mesmos quase não aguentamos, pois há muitas pessoas que batalham para atrapalhar. A quinta foi de que as pessoas querem te ver triste, principalmente as que não gostam de você. A sexta foi de que esta de parabéns quem consegue enfrentar isso e ser feliz! A sétima foi de que sentimos muito a falta um do outro e é sempre bom quando estamos juntos.

Bem, essa foi um pouco da nossa experiência, contem a de vocês, falem pra gente se concordam ou não com nossos pontos e nos digam como fazem pra conseguir enfrentar isso.

Super beijo, Mona!

 

 

Anúncios

2 comentários sobre “Relacionamento a distância

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s